Métodos para estudo de anatomia humana

Veja o que eu fiz para aprender anatomia humana em casa.

Olhando essa imagem dá um desespero né? Tantas estruturas só na face anterior do coração, mas calma, não precisa surtar! É possível aprender tudinho sem sair de casa.


Na minha graduação, a faculdade ainda era bem recente, e a combinação de muitos alunos para poucas peças e poucos dias de aula não era uma situação ideal para o aprendizado, se você está numa instituição onde isso não acontece, sinta-se privilegiado.


Minhas amigas conseguiam decorar super rápido as estruturas, mas eu sempre tive uma certa dificuldade de aprender rápido, acredite, para fixar uma informação bem simples, precisava estudar por dias, se tentasse decorar, na hora da prova dava um desespero e esquecia tudo! Então criei essa técnica (nem sei se eu fui a primeira gente, mas foi o que consegui com pouco tempo e recursos) que consiste em baixar uma imagem da internet como a que está acima, fazer uma cópia, e em seguida apagar todos os nomes das estruturas no Paint (ou com um corretivo mesmo o importante é que você não veja os nomes) então você vai ter duas imagens, uma com os nomes da estruturas, outra sem.


Uai Andréia tá doida? Como vou estudar as estruturas se não sei o nome delas?


Calma jovem.


Certeza que uma ou outra estrutura já está gravada na sua memória, vamos começar por aí. Na folha limpa tente listar o máximo de itens que puder, quando não conseguir mais pensar em nenhum, olhe para a imagem com o nome das estruturas anatômicas e veja se acertou.

É super simples, e é um exercício muito bom para a memória, quando chegar o dia da aula prática, e tiver a oportunidade de ver a peça anatômica, se concentre no que consegue falar sem olhar a sua ficha, e estude novamente o que não conseguir se lembrar. Vá fazendo isso até conseguir preencher a imagem em branco inteira sem olhar na imagem com os nomes listados. Legal né? Ajuda demais.


Mas e para aprender as artérias Andréia?


Pessoal, que desespero olhar para aquelas infinitas ramificações, misericórdia, as vezes queria de chorar.

Era assim que eu me sentia quando via aquelas ramificações quase impossíveis de se memorizar, na enfermagem, as pequenas ramificações não são muito cobradas, mas mesmo assim a quantidade de estruturas para memorizar é alta.

Minha irmã queria me matar quando começava a estudá-las.


Como eu aprendi?

Peguei uma bolinha (daquelas de fisio para o pulso) e ia batendo a bola na parede

seguindo a sequencia das ramificações conforme o fluxo do sangue. kakakakakaka Andréia sua louca como assim?


Simples, tinha uma lista de todas as artérias e veias, como para estudar o coração, e batia a bolinha na parede a cada passagem da ramificação. Exemplo:

  1. Arco da Aorta

  2. tronco braquiocefálico

  3. Artéria carótida comum esquerda

  4. Artéria subclávia esquerda

A cada estrutura em sequência, era uma batida da bolinha na parede, até aprender as estruturas, a minha irmã (que na época divida quarto comigo) odiava e queria jogar a bolinha no lixo, depois passou a entender que fazer isso me ajudava muito.


Quando se trata em métodos de estudo, cada um deve encontrar uma forma que se encaixe no dia a dia, e que seja efetiva, por exemplo, muitas pessoas aprendem só lendo um conteúdo, por outro lado, eu aprendo bem mais rápido se ensinar para alguém, é uma questão bem pessoal.


Essas técnicas me ajudaram muito nas minhas aulas de anatomia, fazia o mesmo com todos os sistemas, e por incrível que pareça, hoje, oito anos depois de ter aulas sobre, ainda lembro o nome de muitas estruturas.


Espero que gostem das dicas, comenta aqui sua técnica pessoal para estudo.


Abraços.